Destaque ONU News - 15 de maio de 2018

Destaque ONU News - 15 de maio de 2018
    Watch the video

    click to begin

    Youtube

    Olá, diretamente da sede das Nações Unidas em Nova Iorque,
    começa mais um Destaque ONU News.
    Eu sou Daniela Gross.
    Neste programa, você vai saber a reação da ONU à violência na Faixa de Gaza.
    Acompanhe como o Unicef coopera para conter o surto de ebola na República Democrática
    do Congo.
    Marcando o Dia Internacional das Famílias,
    conheça as quadrigêmeas sírias.
    E para encerrar, a apresentação de jovens músicos brasileiros de comunidades carentes
    aqui nas Nações Unidas.
    Mas vamos ao Oriente Médio.
    O Escritório de Direitos Humanos da ONU condenou a violência desta segunda-feira em Gaza.
    Pelo menos 58 palestinos morreram e mais de 1,3 mil manifestantes ficaram feridos por
    tiros disparados pelas forças de segurança de Israel.
    Seis crianças palestinas estão entre os mortos nos protestos que segundo fontes locais
    envolveram cerca de 35 mil pessoas.
    O Conselho de Segurança reúne-se nesta terça-feira para debater a situação.
    O sistema de saúde de Gaza, que já funciona em condições difíceis, não consegue atender
    todos os feridos.
    Segundo o Escritório da ONU, as pessoas que precisam de tratamento enfrentam "um pesadelo"
    pela falta de leitos nos hospitais e de serviços médicos.
    Segundo a OMS, US$ 6 milhões são necessários para cobrir as emergências de saúde na Faixa
    de Gaza.
    O Escritório de Direitos Humanos da ONU pede investigações independentes e transparentes
    sobre os mortos e feridos.
    E agora, vamos à África.
    Além da Organização Mundial da Saúde, o Unicef também atua na República Democrática
    do Congo para conter o novo surto de ebola que já matou 18 pessoas.
    Confira na reportagem de Eleutério Guevane.
    O surto de ebola foi declarado em Bikoro, que fica a cerca de 150 km de Mbandaka, capital
    da província de Equador, uma área muito difícil acesso.
    A equipe do Unicef que esteve na região é formada por dois médicos, um especialista
    em água, saneamento e higiene e outro em comunicação comunitária.
    O grupo viajou para o local para avaliar o tamanho da epidemia e ajudar a trabalhar na
    implementação de um plano de contenção.
    O representante do Unicef no país, Gianfranco Rotigliano, disse que tinha acabado
    de retornar de uma missão no Bikoro, que é o centro da epidemia de ebola no RD Congo.
    Ele afirmou que há muito fazer e que o Unicef trabalha em conjunto com o governo, a Organização
    Mundial da Saúde e outros parceiros para resolver a situação.
    Este é o nono surto de ebola na RD Congo desde 1976.
    Da ONU News em Nova Iorque, Eleutério Guevane.
    A OMS colocou à disposição do país US$ 2,6 milhões para iniciar
    a resposta ao novo surto.
    A agência da ONU precisa de US$ 18 milhões para uma operação de três meses.
    E neste Dia Internacional das Famílias, conheça a Walla, uma refugiada síria mãe de quadrigêmeas.
    Ela e o esposo fugiram da guerra no seu país e agora vivem na Jordânia.
    Leda Letra conta a história.
    Walla, de 30 anos, já vive na Jordânia há cinco anos.
    Ela conheceu o marido Ali, depois de chegar no país.
    Em 2016, veio a surpresa de que eles se tornariam pais.
    A primeira ultrassonografia mostrou que seriam três bebês, mas depois, em um novo exame,
    mais um foi revelado.
    As quatro meninas nasceram em julho de 2017.
    O casal enfrenta dificuldades para cuidar das quatro filhas e depende do pouco dinheiro
    que Ali ganha lavando carros.
    Apesar do desafio, Wallaa é grata pelo nascimento das quadrigêmeas.
    Foi como um milagre, diz ela.
    A mãe conta que é uma coisa tão rara, e é lindo quando olha para as quatro, principalmente
    quando as meninas estão dormindo.
    Da ONU News em Nova Iorque, Leda Letra.
    O tema do Dia Internacional das Famílias deste ano é "Famílias e sociedades inclusivas",
    para destacar o papel das famílias para o cumprir a meta global que promove Paz, Justiça
    e Instituições Fortes.
    Segundo a ONU, as famílias são essenciais para a promover sociedades pacíficas e inclusivas.
    Vamos terminar com mais animação.
    Conheça integrantes de um grupo musical que se apresentará nesta quarta-feira, aqui na
    sede da ONU.
    É a Orquestra Camerata Jovem, composta por 14 músicos de idades entre 14 e 20 anos.
    Todos eles vivem em comunidades do Rio de Janeiro, no Brasil.
    O grupo tem o apoio da Ação Social pela Música do Brasil, uma organização que promove
    a educação cultural e inclusão social através da música clássica.
    Nós da Camerata estamos muito ansiosos, muito nervosos
    de tocar na ONU, porque é um lugar super importante.
    Eu estou muito ansioso,não vejo a hora de entrar no avião e ir para aí com a oportunidade
    Eu queria agradecer pela oportunidade e dizer que eu estou muito feliz e ansioso.
    Obrigado ONU!
    Com a Camerata Jovem, a ONU ouvirá Mozart e Bach, e também,
    músicas de brasileiros como Pixinguinha e Ary Barroso.
    Estas e outras notícias da ONU você encontra na nossa página que você já pode ver na
    tela.
    Desejamos um bom dia e um abraço para quem nos segue da Cidade do Cabo na África do
    Sul e Benguela em Angola.
    Obrigado e até a próxima!
    Lula Faz AMEAÇAS a Sérgio Moro e Recebe Devida Resposta! SE não FOSSE filmado ninguém ACREDITARIA !!! armadilha pega SUCURI !!! IF NOT FILMED DRONE FILMA SEXO no MATO wanzam fpv DE ONDE VEM A LÍNGUA PORTUGUESA? QUAL SUA ORIGEM? CARLINHOS VIDENTE REVELA QUEM É VAI SER O NOVO PRESIDENTE DE 2018 ! Avanço do mar muda o desenho do litoral brasileiro - Programa Fantástico de 22 de agosto de 2010 ATENÇÃO! FEVEREIRO DE 2019 ASTERÓIDE NT7 CAIRÁ NA TERRA, APOCALIPSE PREVISTO NA BIBLIA DOC: A Ascenção de Putin Coreia do Norte - RTP - Vítor Gonçalves - 2013 Dezembro Conheça Uruguai - Um país a ser copiado

    Post a Comment